quarta-feira, novembro 23, 2011

Coisas muito estranhas

Não foi difícil prever que algum magistrado pediria vistas do novo processo de cassação do governador Anchieta Junior (PSDB), na sessão de ontem do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), já que o assunto era corriqueiro. Mas as movimentações do grupo ligado ao governador despertam curiosidade.



Momentos antes de o juiz Paulo César pedir vistas ontem, quando o placar da votação estava 2 a zero pela cassação, um correligionário já comemorava o pedido no Facebook, inclusive postando uma frase no mínimo suspeita: “Eh pq eu amo Boa "VISTA", onde "VISTA" eh linda, que qndo o salario sai a gente paga tudo a "VISTA" eu por isso q eu admiro muito essa palavra: "VISTA,VISTA,VISTA,VISTA E VISTA"!!



Muito antes disso, um vereador andava falando abertamente na Câmara Municipal de Boa Vista, nas vésperas da votação no TRE, que um juiz iria pedir vistas, o que acabou se confirmando. E ele não fez reserva do que disse, por isso virou de domínio público.



Há algo muito esquisito mesmo. Assim que a sessão de ontem foi encerrada, um deputado cassado pegou seu celular e ligou para a esposa na frente de todo mundo, sem se incomodar que fosse ouvido. Ao comemorar a decisão, ele disse: “...Aí na terça [dia 29] a gente ganha lá em Brasília [no TSE], e abafa um pouco aqui".



O que mais surpreende é que essa questão já vinha sendo prevista dias atrás. Ao participar de uma discussão em um grupo no Facebook sobre o uso do jatinho do governo para transportar dinheiro usado para comprar votos em Roraima, Marcelo Moreira, ex-cunhado do governador Anchieta Júnior (irmão da primeira mulher dele), que também é tesoureiro do PSDB, debochou dos internautas no dia 31 de outubro.



Leia o que Moreira escreveu sobre o processo de cassação de Anchieta: “Vai esperando… mas espera sentado… porque os prazos que vocês vem passando no desespero de deixar uma chama acesa não foram cumpridos. Agora, mais uma vez se fala em novembro. Vão quebrar a cara de novo porque justiça será feita e aí a chama apaga de vez. É só aguardar…”



É certeza demais. Agora vamos aguardar o julgamento final do processo em que o governador foi cassado pelo TRE, a ser votado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na próxima terça-feira, dia 29.



Mas a informação que chega é a de que esse novo processo suspenso pelo pedido de vistas no TRE será protelado até onde der. A especulação é que será feita uma manobra para que ele não seja votado este ano, pois o recesso da Justiça Eleitoral começa no dia 15 de dezembro.



A tática seria aguardar o julgamento do dia 29, no TSE, que julgaria a cassação improcedente, mantendo Anchieta no cargo. Depois, eles conseguiriam derrubar um a um os processos que tramitam aqui, no TRE, inclusive este suspenso pelo pedido de vistas.



É esperar para ver...



Mas as surpresas ainda não acabaram. Um garçom me confidenciou, agora há pouco, que vai trabalhar na festa que um deputado estadual fará hoje à noite, em sua pequena mansão no bairro Canarinho, para comemorar com os “seletos convidados” o pedido de vistas. Será uma festa fechada, para os mais próximos.



Tim-Tim!







Pedaladas e circo

Jessé Souza* Definitivamente, não dá mais para entender o Brasil depois das últimas decisões políticas e judiciais. A cassação da pre...