terça-feira, julho 31, 2012

Empresa diz que bloqueio de área não inclui a que será destinada à construção de shopping


A empresa Ribeiro Empreendimento enviou correspondência contestando a informação publicada neste blog sobre o terreno do empreendimento Roraima Garden Shopping. Afirma que, de fato, há um bloqueio judicial de uma área, mas nessa decisão não está inserida a área do shopping. “Houve até uma alteração do projeto inicial para realocar o shopping para uma área que não tivesse nenhuma questão”, afirma a nota.

Com relação à “noticia criminis” protocolada no Ministério Público, a informação da imobiliária é de que se trata de “um ato desesperado de uma empresa que foi preterida na construção do empreendimento e não condiz com a verdade”.

A nota diz que a empresa Tenco, a empreendedora do shopping, é muito experiente no ramo e jamais fecharia contrato com a Ribeiro Campos se a área tivesse algum embaraço judicial. “Inclusive foi exigência deles que fosse apresentada a certidão negativa de ações judiciais do terreno, como forma de garantia. A área inicial teve que ser modificada para adequar a um terreno que não estivesse inserido na ação judicial”, destacou a nota enviada pelo Twitter.

Pedaladas e circo

Jessé Souza* Definitivamente, não dá mais para entender o Brasil depois das últimas decisões políticas e judiciais. A cassação da pre...