terça-feira, junho 16, 2015

Flores, semáforos e 2018

Jessé Souza*

Já era tempo. As ultrapassadas rotatórias, que nos serviram bem até o trânsito da cidade inflar, estão sendo retiradas para que sejam implantados semáforos em seu lugar. Faltando quase um ano para começar o processo eleitoral de 2016, a administração municipal começou a entender: não somos contra flores e jardins, apenas queremos outras prioridades.

Sentimos orgulho de nossa cidade florida, que dão mais encanto a quem mora aqui e surpreende quem chega. Porém, as flores não são prioridades para salvar vidas nem proporcionar bem-estar em uma cidade onde o trânsito tornou-se um grande problema.

Então, o mais sensato, obviamente, é plantar menos flores e instalar mais semáforos, substituindo as rotatórias que não suportam mais o fluxo de veículos que se avolumou nos últimos anos. Algumas sinaleiras já foram instaladas, garantindo mais segurança no trânsito.

O problema é que isso demorou muito a acontecer. Bancamos, como contribuintes, um serviço milionário de jardinagem na Capital enquanto a prioridade absoluta deveria ser o trânsito. Repito: ninguém que gosta de Boa Vista é contra flores, apenas desejamos  prioridades para aquilo que possa proporcionar segurança e bem-estar para a sociedade.

O fato é que se encaminha mais um pleito municipal, que será disputado com o olho em 2018, pois as eleições passadas mostraram que o eleitor roraimense não está satisfeito como os políticos vêm conduzindo o Estado. É por isso que, como se fosse um passe de mágica, vão tentar resolver alguns problemas crônicos como troca política.

Porém, o que eleitor roraimense não pode esquecer é que o Estado está pagando um preço muito caro pelos desmandos feitos nos últimos anos, inclusive mexendo no bolso do cidadão, com demissões e atraso salarial, além de endividamento, fraudes fundiárias, sucateamento das escolas, do sistema prisional e da segurança pública, além de seguidas denúncias de corrupção principalmente na saúde pública. Isso sem contar com o envolvimento em escândalos em nível nacional.

Por tudo isso, o eleitor não pode achar que, de uma hora para outra, os políticos ficaram bonzinhos, cumpridores de seus deveres, zelosos com o bem público. Eles tão somente estão vestindo uma pele de cordeiro para que não sucumbam nos próximos pleitos, pois sabem que é necessário fazer o povo esquecer o que foi feito com o Estado de Roraima, com a ajuda daqueles que agem nas sombras, por isso não são menos culpados pelo que aconteceu. Então, vamos ficar atentos ao desenrolar dos fatos.

P.S.: Este artigo foi publicado originalmente na Folha de Boa Vista

*Jornalista
jesseroraima@hotmail.com

Pedaladas e circo

Jessé Souza* Definitivamente, não dá mais para entender o Brasil depois das últimas decisões políticas e judiciais. A cassação da pre...